1 de janeiro de 2011

Me tornei brasileira quando oPTei .



Este vídeo faz parte de minha vida como cidadã brasileira, de fato e de direito.
Meu primeiro voto foi de Lula e do PT, o primeiro e todos os outros.
Nasci na Espanha e fui trazida pelos meus pais, com 4 anos de vida, para o Brasil. Não foi uma opção minha, pois com 4 anos ninguém decide nada sobre sua vida.
Minha opção por ser brasileira veio na idade adulta. Vivi minha infância e juventude numa ditadura militar. Sofri, como todo o povo o brasileiro, o tempo triste e sombrio da história do Brasil, censura, perseguições, amigos presos e exilados. Não tinha a menor motivação para solicitar a cidadania brasileira. Vivi e sofri,como todo o povo brasileiro, a hiperinflação,o desemprego e a desesperança de ver um país justo e desenvolvido.
Quando surgiu o PT, surgiu no coração de muitos brasileiros a esperança de que algo novo estava nascendo. Me engajei desde a primeira campanha eleitoral em que o PT participou. Amigos me alertavam: "tome cuidado , não se exponha demais, pois você é estrangeira e não tem direitos políticos". Eram tempos bicudos aqueles.
A decisão de me naturalizar veio quando me sentia frustrada por militar, fazer campanhas para o PT e na hora de votar, ser barrada na festa democrática. Não votava!
Me naturalizei e votei pela primeira vez em Lula e no PT nas eleições de 1989 e desde então tenho votado no PT em todas as eleições.
Não escolhi o país em que nasci, não escolhi o Brasil para viver. Mas escolhi, com muita convicção, o Brasil que quero deixar para meus filhos e netos.
Hoje, 1 de janeiro de 2011, com muito orgulho e emoção posso afirmar: Fiz a escolha certa!
Nos últimos 8 anos, este país passou por transformações que não vivenciei durante toda a minha vida de Brasil. Tive o privilégio de viver o governo do melhor presidente que este país já teve. Tenho o privilégio de ver a posse da primeira mulher presidenta do Brasil.
Valeu a minha opção!
Valeu a luta!
Valeu a espera!
Tenho certeza que meus filhos e netos viverão num Brasil muito melhor do que eu vivi!

3 comentários

Construção Criativa

Pelo que se tem feito em macroeconômia espero que ou você seja dono de banco, ou que seus filhos tenham nacionalidade espanhola.

Avelina Martinez Gallego

Construção Criativa, você é um pândego.
Não sou dona de Banco nem de madeira, meus filhos são brasileiros e acreditam muito no futuro do Brasil.
Ainda bem, pois na Espanha o índice de desemprego é de 21% aqui no nosso Brasil é de 5%.
Quer trocar de nacionalidade?
Vá para a Espanha procurar trabalho e veja o que é bom prá tosse!

simone

Tenho a nacionalidade espanhola e tbm não troco o meu país por nada, tenho primos não só na espanha e sim por toda europa, as coisas por lá esta difícil, a maioria está desempregados ,sobrevivendo de auxilios sociais. Tenho uma amiga que disse q parece o brasil ants do Lula. Ela já est pensando em voltar. Pelo menos aqui ela não é descriminada como estrangeira.