29 de março de 2009

As radios Piratas e os Blogs dos fantasmas

Na semana que passou, a blogsfera se envolveu numa polêmica interessante e que nos fez viajar no tempo e relembrar o movimento das rádios independentes, ou rádios piratas. Nos anos 80 o tema das rádios piratas despertava a atenção de acadêmicos de pensamento libertário, grupos de jovens contestadores de movimentos alternativos e, cooptados pela indústria cultural fonográfica, grupos de rock que ganharam dinheiro e projeção com músicas “contestadoras”.

O grupo musical RPM, fez sucesso e vendeu milhares de discos com a música “Rádio Pirata”, composição de Luis Schiavon e Paulo Ricardo que fazia a moçada dançar e externar seu incoformismo cantanto:

“Abordar navios mercantes
Invadir, pilhar
Tomar o que é nosso
Pirataria nas ondas do rádio
Havia alguma coisa
Errada com o rei... "


Poucos fãs do grupo RPM, sabiam que a origem das Rádios Piratas era realmente a invasão de um navio na Inglaterra por jovens e por isso a música fazia referência a navios mercantes.

Voltando ao tema que foi a polêmica da semana passada em vários blogs:

O caso do suposto “mensalão” do jornalista Ricardo Noblat, a divulgação em vários blogs e a reação do jornalista. Neste blog perguntávamos por que um jornalista de relativa fama e influência se dava ao trabalho de peregrinar por blogs independentes e pouco divulgados para se defender das “denúncias”, que aliás não partiram dos blogueiros, mas da mídia hegêmonica, e contra atacando, desferiu acusações contra a blogsfera e os blogueiros, chamando-os de difamadores, caluniadores e “fantasmas”, pois a maioría assina seus escritos com pseudônimos.

Porém, o que poderia parecer uma reação isolada de quem sentiu o olho arder, com a mesma pimenta que jogou nos olhos de outros, parece-nos ser apenas a ponta do iceberg, de uma reação que está se esboçando na chamada mídia golpista, ou PIG.

A razão para esta reação, parece ser o anúncio da realização da Conferência Nacional de Comunicação, que acontecerá em dezembro de 2009.
Vejamos se realmente há fundamento nesta suspeita, ou se estou apenas vendo fantasmas, já que também sou um fantasma de acordo com o Noblat.

Laurindo Leal Filho, escreveu um artigo na Agência Carta Maior, chamando a atenção para o fato de apenas ter sido anunciada a Conferência, a reação vir imediatamente por parte de jornalistas títeres, que se deixam usar por seus patrões.

Foi o caso de uma jornalista da emissora CBN, aquela que troca a notícia, comentando a Conferência com o âncora em tom jocoso e desrespeitoso, como é de praxe na tal emissora quando se trata do governo Lula ou do Partido dos Trabalhadores.



“Caso emblemático é o de um âncora e de uma repórter da rádio CBN que usaram longos minutos da programação para ecoar pelo país as posições dos seus patrões. Usavam o velho procedimento dos comunicadores populares, decodificando para grandes audiências as concepções ideológicas de quem lhes paga os salários. Esbanjando informalidade, usando a ridicularização como arma, eles levam ao ouvinte as mesmas idéias que os jornais apresentam de forma mais elaborada, nos editoriais ou nas colunas dos seus articulistas. Colaboram, dessa forma, para popularizar as idéias da classe dominante tornando-as dominantes em toda a sociedade, como já notava aquele pensador do século 19, cada vez mais atual....”

Laurindo Leal Filho



Coincidentemente, na semana do calvário do Noblat, o jornalista Caio Túlio Costa, que tem um currículo extenso em veículos de comunicação, deu uma entrevista a Heródoto Barbeiro, na mesma emissora, falando sobre o lançamento de seu livro que aborda a questão da ética jornalista e das novas mídias. Como sou um fantasma, pode ser que tenha entendido mal, mas ouvi o Sr. Caio Túlio Costa, dizer que a questão das novas mídias, ou seja, dos blogs independentes, ou seja, dos fantasmas como nós é uma questão que deve ser vista com muito atenção pois :
-na mídia oficial, os jornalões, as revistinhas, as estaçõezinhas de rádio, as fontes tem que ser checadas antes de ser publicadas. Mesmo que o jornalista seja pouco ético para conseguir a informação, essa informação é autentica e checada antes de ser publicadanas mídias alternativas, ou nos blogs dos fantasmas, ninguém checa se a informação é correta ou se é fruto das nossas cabeças fantasmagóricas. como sou pouco confiável, na concepção do Caio Túlio Costa, deixo o link para quem quiser ouvir a entrevista.

Acho que o Caio está mal informado sobre checar fontes, pois não foi o que aconteceu quando o Portal IG, do qual ele era presidente até janeiro de 2009, postou em um epaço dedicado à educação, a informação que o Presidente Lula era o primeiro analfabeto funcional a ocupar esse cargo.

Não fosse pela indignação da comunidade “Apoiamos o Presidente Lula – PT”, que entupiu as caixas postais do IG com protestos, os castigados alunos brasileiros ficariam com mais uma informação errada, para não dizer deformada., como se já não bastasse os dois Paraguais do Serra..

Ao ser “alertado” pelos membros da comunidade Apoiamos Lula, o portal IG. sorrateiramente, retirou a informação do portal. Porém um dos membros da comunidade printou a página para ter uma prova da canalhice da imprensa ética que o Sr. Caio Túlio Costa representa.


Fica evidenciado que a imprensa “oficial” posta o que quer e não checa fontes , pois só depois dos protestos recebidos é que foram corrigir o texto Se a preocupação da mídia hegêmonica é essa, melhor se preocupar não somente com a blogsfera, mas também com os grandes jornalões, as revistinhas, as rádios que trocam a notícia e os Portais da Internet que deseducam.

Mas, ao que tudo indica, essas manifestações todas tem um objetivo bem claro como apontou o jornalista Laurindo Leal Filho: desqualificar, desmoralizar a Conferência Nacional de Comunicação.

O que pretendem os grandes empresários da comunicação? Pressionar o governo para retirar o apoio à Conferência, facilitando assim a manutenção intacta dos oligopólios que dominam, e que manipulam a informação, em detrimento do interesse público.

Temos que apoiar a realização dessa Conferência, temos que exigir que a mídia hegemônica seja fiscalizada e que preste contas de seus atos à sociedade. Que todos tenham o direito à informação imparcial e plural e que a internet continue livre para livre pensar e para a pluridade de informação.

Os blogueiros fantasmas, piratas cibernéticos e piratas radiofônicos celebram a liberdade cantando:

Preparar a nossa invasão
E fazer justiça
Com as próprias mãos
Dinamitar!
Um paiól de bobagens
E navegar o mar
Da tranqüilidade...”



Por La Pasionaria Ibarruri

4 comentários

La Pasionaria Ibarrure

Agradeço a colobarçaõ de Juliana Freitas na postagem deste texto. Valeu Ju, você é ótima.

Lúcia Orpham

Buscar informações na blogosfera hoje é a única alternativa para quem não aguenta mais a manipulação da midia. Precisamos com urgência da realização da I Conferência Nacional de Comunicação, exigir que a mídia hegemônica seja fiscalizada e responsabilizada por seus atos e ajam com imparcialidade.

Belo Texto, Passiô! Parabéns!

BRASIL MOBILIZADO

Nós, os fantasmas, usamos o meio cibernético para contra-atacar a imprensa mais comprometida do planeta, que acreditava que tratava com asnos.
Esse tempo acabou.
Quanto mais eles sujam, mais nós apontamos os dedos, e assim a credibilidade deles vai se esvaindo no esgoto da mentira. Junto, vão seus anunciantes ... seus dias estão contados!

Júlio
SANDALIAS DO PIRATA
http://sandaliasdopirata.blogspot.com

Jurandir Paulo

Ótimo post, perfeita abordagem. Acrescento que o cartel da mídia deseja impedir a Conferência Nacional de Comunicação tal como investe no parlamento por uma nova legislação que ajude a amarrar a imprensa alternativa na internet, vide o projeto do Eduardo Azeredo. Mais do que atrapalhar o modelo de negócio deste cartel, blogs e sites independentes estão fazendo um estrago em sua credibilidade. Os barões da mídia detonaram em pouco tempo a proposta de criação de um Conselho de Jornalismo, alegaram que seria censura. Agora, querem de todo o jeito criar uma legislação que controle a liberdade de expressão na internet.