11 de outubro de 2011

Che




"Por enquanto há escória de sobra.
O tempo é escasso: mãos à obra.
Primeiro é preciso transformar a vida,
Para cantá-la  em seguida.
Para o júbilo o planeta está imaturo.
É preciso arrancar alegria ao futuro.  
Nesta vida morrer não é difícil.
O difícil é a vida e seu ofício."

Maiakovsky










3 comentários

Erasmo

Os nobilíssimos leitores haverão de compreender-me, pois colocar este poema e estas imagens aqui foi um trabalho um tanto difícil para este escrevinhador do século XVIII.

Os leitores deverão entender que sou do tempo da Bíblia de Gutemberg.

Avelina Martinez Gallego

Erasmo, você é épico, histórico e imortal.
Não se preocupe com a forma, pois vc. tem conteúdo de sobra.
Uma mão lava a outra, lava uma, mão lava a outra(rsrsrs)
fiz uns ajustinos nas imagens.
Tá lindo demais.
obrigada pelo presente.

Erasmo

Minha querida, eu estou louco. Sou um escrevinhador do século XVI, não sei de onde tirei esse século XVIII que nunca verei.

Perdão.