1 de abril de 2010

Revolução Midiática

Aproveitando o feriado de páscoa, quero propor uma reflexão , sobre os embates com a midía e qual o seu papel na sociedade atual.

Trago uma entrevista dada pelo jornalista espanhol Pascual Serrano, a revista Brasil de Fato.

Pascual Serrano é fundador da página Rebelion, para o jornalista a esquerda mundial deve criar seus próprios meios para trazer à tona os fatos " silenciados " pela imprensa comercial.

Devemos buscar uma revolução midiática?

A sujestão está dada.

Proponho ainda convidarmos novos debatedores para este tema.

2 comentários

La Pasionaria Ibarrure

Marcos
a revolução está no ar.
estamos na batalha, neste modesto espaço há um ano.
Guerrilhando uma guerrilha, solitária às vezes, com outros guerriheiros que foram se incorporando, como você, o Bucther, a Rosangela, mas guerrilhando sempre. Basta dar uma olhada nas postagens mais antigas e ver que procuramos dar resposta a todas as notícias manipuladas e manipuladoras da imprensa hegemônica, escrevendo textos, reproduzindo outros de outros guerrilheiros midiáticos como nós.
Eu não li a entrevista a que você se refere, mas pelo que entendi já está aceito o desafio.
Vamos formar uma rede de guerrilheiros midiáticos para enfraquecer, minar, desmontar as armações dos grandes jornais e meios de comunicação.
Eles se acham os formadores de opinião, porta vozes da opinião pública, mas são apenas a OPINIÃO PUBLICADA, por eles mesmos.
Pois se eles tem a deles, tenhamos a nossa!
Avante companheiros!
Eles, NO PASARÁN!

La Pasionaria Ibarrure

Excelente entrevista, valeria publicá-la na integra e espalhar pela web.
Descreve com precisão cirúrgica o "modus operandi" da imprensa hegemônica e a reação desta a qualquer controle social da mídia.

Explicita o porquê do esperneio histérico dos grandes contra a CONFECON.
Corajoso, Lula deveria seguir oconselho deste jovem jornalista.
Olho por olho, dente por dente.