31 de maio de 2009

A PEDAGOGIA DO SERRA, SUBSTITUI PIAGET POR PINOCHET.


A SEE de São Paulo, apresentou no dia 29/05, através de video conferência, projeto para conter a violência nas escolas. Ao lado do secretário de "educação" Paulo Renato Souza, um oficial da Polícia Militar que expôs as "estratégias" para conter a violência nas escolas.
Mas, violências na escola não é uma questão comportamental, uma questão de educação? Não seria mais apropriado que um pedagogo, um sociólogo, um filósofo, um educador expusesse para a comunidade escolar as formas de se educar dentro de uma cultura de paz?
Será que o secretário de educação, ao deixar que um oficial da Polícia Militar faça propostas para conter a violência nas escolas, está se declarando incompetente para propor ações educativas que controlem a violência que se espalha por todas as escolas paulistas?
Dentro das ações previstas nesse projeto, está um canal on line entre as escolas e a SEE, para que os diretores registrem diariamente as ocorrências dentro das escolas.
Será que ao dia os diretores terão que fazer um “boletim de ocorrência”, que provavelmente será passado ao oficial da PM que tomara as devidas providências contra os meliantes que brigam com os colegas de classe, que deixaram de fazer as lições de casa ou que tiraram nota baixa na prova?
Todo o linguajar do projeto é muito mais policialesco que pedagógico, quem quiser conferir na íntegra pode acessar o site da Secretaria de Educação. Isto me deixa muito preocupada com os rumos que a educação de São Paulo está tomando.
Se não houver por trás dessa ação, intenções obscuras e inconfessáveis, como beneficiar algum fabricante de equipamentos de monitoramento eletrônico, já que a partir do mês de agosto 11 mil câmeras de vigilância e monitoramento serão instaladas em escolas da Capital e Grande São Paulo, sugiro ao governador de São Paulo que comece a trocar os coordenadores pedagógicos das escolas por sargentos da PM e os diretores de escolas pela réplica do Capitão Nascimento do BOP.

2 comentários

Caboco

Esse tipo de monitoramento é invasão de privacidade, dos professores é claro, com essa subida da Dilma e metade da população apontando para o 3º mandato, (dilma, dessa vez sevai de vice, ou senadora, na próxima se vai de estrelona, so para te ver detonando o agripina e o vergetativolio)pois então oq eu serra quer é a companhar o posicionamento dos insatisfeitos, e metralha-los na porta da rua.
dos mestres, que a campanha já esta na rua, na boca do povo,

Dom Deboche

Serra leu Machiavelli. Reprime indiscriminadamente e coloca a culpa no PT. Lembrem-se dos confrontos entre policiais civis e militares recentemente. Há um texto que vou colocar para a avaliação de vocês, assim que conseguir autorização do autor.